Do México para o Barcelos

Conheça um pouco da história de Marcia Carolina, a mexicana que nos encantou

 

O cenário é 2014, ano de Copa do Mundo. A edição trouxe diversos jogos a Porto Alegre e centenas pessoas de fora do país. Uma delas veio do México, mas não para acompanhar o evento, muito menos para ficar. Esse é um pedacinho da história da Marcia Carolina Gachiola Camarena, balconista do Barcelos Gastronomia.

Marcia veio a Porto Alegre para acompanhar o casamento de uma amiga e voltar, mas na cerimônia conheceu aquele que futuramente seria o seu marido. “Conheci ele na festa, por causa de uma amiga. Voltei pro México, depois ele é que foi pro México e acabamos voltando juntos”, afirma sorrindo.

À época, sua experiência profissional no México era no Burger King. Aqui, em Porto Alegre, seu primeiro trabalho foi direto no restaurante do Barcelos Gastronomia. No Brasil há três anos, Marcia conta que o maior desafio foi dominar o idioma, mas que encontrou nos desafios do dia a dia e no trabalho a oportunidade de aprender. “Teve várias coisas que ajudaram pra eu conseguir falar. Meu marido é de Porto Alegre, então, sempre teve conversa em casa. O dia a dia daqui, porque eu tenho um filho, então tive que encarar”.

O ótimo relacionamento com os clientes do Barcelos também foi importante para a sua rápida adaptação com a cidade e o idioma. “Estou no caixa, então converso com quinhentas pessoas todos os dias. Talvez coisas básicas, como tudo bem, bom dia, cartão de crédito. Mas isso me estimulou a aprender”, diz Marcia.

Ficar no caixa é como receber cliente por cliente quando entram no Barcelos e se despedir quando saem. Unir isso à sua inerente simpatia resulta em muitas amizades, algo muito importante quando se trabalha diretamente com pessoas. “Uma das coisas mais legais que eu achei aqui no serviço foi esse contato. Quase depois que cheguei eu engravidei, e muitas pessoas aqui têm carinho pelo meu filho, perguntam dele”.

Questionada sobre um sonho pessoal, Marcia brinca que não quer ser nenhuma milionária. Seu sonho é simples, mas admirável: ter o suficiente para ser feliz e livre para fazer as coisas que desejar. “Eu tenho um objetivo na cabeça sempre. Eu quero ter o suficiente para conseguir fazer melhores escolhas. Porque agora, por exemplo, muito das escolhas que eu faço não são porque eu quero, mas pelo que eu tenho. Então eu gostaria disso, ter uma liberdade de escolhas. Também voltar pro México um dia, quem sabe”, finaliza com um simpático sorriso no rosto.

2 Comentários
  • Rachel Vaccari Vassão
    Posted at 13:47h, 23 outubro Responder

    Essa moça é o cartão de visitas do restaurante. Educada, doce e simpática. Quem sabe, um dia, consiga conversar com ela, sem interrupções, sem prejudicar seu trabalho. Abraço

  • Maria Regina Chaves
    Posted at 14:33h, 23 outubro Responder

    Parabéns Marcia ,vc.faz do seu trabalho um exemplo para as pessoas.????

Publique um comentário